Construção da Ferramenta SHE

 
A ferramenta SHE tem por objetivo prospetar e sumariar de forma gráfica os perigos SHE de reagentes (ou de atividades laboratoriais que os utilizam). A ferramenta usa como base de informação as fichas de dados de segurança de produtos químicos (SDS), estabelecidas segundo a legislação vigente sobre a sua comunicação no quadro do Sistema Global Harmonizado de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos (GHS) que classifica as substâncias e misturas de acordo com os seus perigos intrínsecos. 
 
A regulamentação GHS classifica as substâncias e misturas de acordo com os seus perigos intrínsecos, de três tipos: perigos físicos, para a saúde e para o ambiente. Para cada um destes tipos de perigos são estabelecidas classes que definem a natureza do perigo. Cada classe é dividida em diversas categorias de perigo de acordo com a severidade. Um PowerPoint de introdução ao sistema GHS pode ser obtido aqui. Pode também ser obtido  um Excel aqui com todas as advertências de perigo e respectivas classes e categorias de perigo, pictogramas de perigo, palavras sinal, pictogramas de transporte e uma lista de recomendações de prudênciaUm PowerPoint de introdução às fichas de dados de segurança (SDS) pode ser obtido aqui.
 
A ferramenta SHE pode ser aplicada a substâncias individuais ou a conjuntos de substâncias usadas numa experiências, envolvendo uma reação química (por exemplo, uma experiência de síntese) ou não. 
 
Para cada uma das substâncias envolidas, recolhe-se informação acerca dos perigos para a saúde,  para o ambiente e perigos físicos através das advertências de perigo usadas na rotulagem das embalagens dessas substâncias. Essas informações podem ser obtidas nas fichas de dados de segurança de produtos químicos (SDS). As fichas podem ser consultadas nas páginas WEB dos fornecedores de substâncias químicas: Sigma-Aldrich e Merck Chemicals, por exemplo.
A cada substância é atribuída uma pontuação de 0 (benignidade máxima) a 2 aos perigos físicos (S), perigos para a saúde humana (H) e perigos para o ambiente (E), seguindo critérios que foram definidos tendo em vista o objectivo e a exequabilidade de utilização, e que são apresentados na Tabela 1
 

A cada substância é atribuída uma pontuação de 0 (benignidade máxima) a 2 aos perigos físicos (S), perigos para a saúde humana (H) e perigos para o ambiente (E), seguindo critérios que foram definidos tendo em vista o objectivo e a exequabilidade de utilização, e que são apresentados na Tabela 1

No caso das substâncias os resultados apresentam-se numa tabela contendo: (1) Triângulo SHE (TSHE), onde se visualiza a pontuação global máxima (0, 1 ou 2) atribuída aos perigos de cada categoria SHE - evidenciam a natureza multidimensional da informação; (2)  Advertências de perigos que identificam a natureza dos perigos envolvidos; e (3) Espetro de perigos potencias (EPP) que identificam o número e nível de perigos. 

Na figura 1 apresenta-se um exemplo referente à análise SHE de uma substância, permanganato de potássio.

  Figura 1. Ferramenta SHE do permanganato de potássio 

Um Excel para construir a ferramente SHE para substâncias indiduais pode ser obtido aqui.

Para realizar a análise SHE referente a uma experiência, começa por inventariar-se todas as substâncias intervenientes. Para cada uma destas substâncias, recolhe-se informação acerca dos perigos para a saúde,  para o ambiente e perigos físicos através das advertências de perigo usadas na rotulagem das embalagens dos compostos. 
 

No caso de experiências, envolvendo uma reação química (por exemplo, uma experiência de síntese) ou não, os resultados apresentam-se: (i) numa única tabela com a ferramenta SHE de todas as substâncias envolvidas na experiência em análise (TSHE, códigos e advertências de perigo e  EPP); e uma figura onde se apresenta o TSH global (onde se visualiza a pontuação global máxima do conjunto das substâncias envolvidas) e o EPP global da experiência (onde se apresenta o conjunto de perigos envolvidos no conjunto das substâncias envolvidas). 

Na figura 2 apresenta-se um exemplo to TSH e EPP globais da reação química, síntese do ácido acetilsalicílico.

 Um Excel para construir a ferramente SHE para experiências pode ser obtido aqui.

  

                                                                    

Figura 2. TSHE e EPP  referentes à síntese do ácido acetilsalícilico, reação química:

Para mais informações clicar aqui.