Manual

INTRODUCÃO

A Química Verde é uma prática inovadora da Química, nomeadamente da Química Industrial, que tem como objetivos proteger a priori e de forma intencional o ambiente e a saúde da biosfera, incluindo os humanos. Através da investigação de vias sintéticas alternativas para a prevenção da poluição, sínteses químicas ambientalmente mais benignas e de substâncias mais inócuas, a Química Verde lança diversos desafios à Química tradicional e à Química Industrial. Os  12 princípios da Química Verde concretizam os objetivos gerais desta nova postura para a prática da Química. A inclusão da Química Verde no processo de ensino-aprendizagem implica desafios para os professores de todos os níveis de ensino e de todas as áreas do sistema educacional. O ensino da Química deve ser dirigido ao Desenvolvimento Sustentável, exigindio um novo enfoque, com mudança de paradigmas e de mentalidades, e, por isso, deve começar cedo na vida escolar dos estudantes, logo quando estes têm pela primeira vez contacto com o ensino formal da química. 

OBJETIVO

O Catálogo digital de verdura apresenta a avaliação da verdura química de atividades laboratoriais propostas na literatura (manuais escolares, livros de texto de experiências de Química, artigos de revistas científicas e páginas de universidades). As atividades laboratoriais foram avaliadas com uma métrica holística, a Estrela Verde (EV) que avalia o cumprimento cada um dos 12  Princípios da Química Verde que se aplicam à experiência em análise. 
Apresenta-se ainda a "Avaliação SHE" que avalia a segurança de atividades laboratoriais, com base nos perigos das substâncias envolvidas.
Estas avaliações têm por objectivo apoiar os professores, autores de programas e manuais escolares na escolha de experiências mais verdes, contribuindo assim para um ensino da química que tenha em conta a Química Verde e contribua para uma Educação para a Sustentabilidade.  
Uma outra página, também criada, pode servir de referência a este esforço: Pedagogia da Química Verde - Educação para a Sustentabilidade.

AVALIAÇÃO DA VERDURA DAS ATIVIDADES

A avaliação da verdura química foi realizada sobre experiências de artigos publicados, experiências publicadas online em websites (e.g. disciplinas laboratoriais de cursos universitários), manuais escolares e outros livros que se inserem no contexto educacional da química. A métrica utilizada para a avaliação da verdura química de cada atividade foi a Estrela Verde, que representa graficamente o cumprimento dos princípios da Química Verde aplicáveis à situação em estudo. Para mais informações sobre a Estrela Verde e sua construção clique aqui.

Atividades laboratoriais

Neste catálogo, apresentam-se as atividades laboratoriais categorizadas em SíntesesSeparações, e atividades para os ensinos básico e secundário. As experiências com síntese são distinguidas em Sínteses orgânicas e Sínteses inorgânicas.

Instruções de utilização

1. Escolher o tipo de atividade laboratorial
Escolha entre Sínteses (orgânicas ou inorgânicas), Separações ou Ensinos básico e secundário.
2. Selecionar a experiência
Selecione na lista de atividades laboratoriais aquela que pretende consultar, clicando sobre o nome da actividade.
- Sínteses e Separações
Na lista de atividades laboratoriais apresentam-se informações como o CAS do produto, os respetivos perigos e o número de protocolos analisados.
- Ensinos básico e secundário
Na lista das experiências (sínteses ou outras experiências) apresenta-se a EV que resultou da avaliação da verdura química bem como o Índice de Preenchimento da Estrela (IPE).
3. Consultar informações detalhadas sobre a experiência selecionada
Ver as informações disponíveis sobre a atividade laboratorial que selecionou.
- Sínteses e Separações
Em Avaliação dos protocolos experimentais apresentam-se as EV obtidas para cada fase do protocolo experimental. Podem obter-se informações adicionais e detalhes sobre a construção da EV para cada protocolo clicando na letra do mesmo. Podem existir outras informações sempre que seja relevante (e.g. Introdução, Otimização da verdura, Referências, Informações adicionais, etc.).
- Ensinos básico e secundário
Apresentam-se detalhes sobre o protocolo da experiência selecionada, bem como informações e detalhes sobre a construção da EV para a respetiva experiência.
 
AVALIACÃO SHE DAS ATIVIDADES
A Avaliação SHE foi realizada sobre experiências publicadas a exemplo da realizada com a Estrela Verde. Utilizou-se o Triângulo SHE e a Bandas SHE na avaliação. Neste catálogo presentam-se detalhes sobre o protocolo da experiência selecionada, bem como informações e detalhes sobre a construção dos Triângulos SHE e das Bandas SHE para a respetiva experiência.
 
Para realizar a avaliação SHE referente a uma experiência, começa por se inventariar todas as substâncias intervenientes. Para cada uma destas substâncias, recolhe-se informação acerca dos perigos para a saúde,  para o ambiente e perigos físicos através das advertências de perigo usadas na rotulagem das embalagens dos compostos. Essas informações podem ser obtidas nas fichas de dados de segurança de produtos químicos (SDS). As fichas podem ser consultadas nas páginas WEB dos fornecedores de substâncias químicas: Sigma-Aldrich e Merck Chemicals, por exemplo.
 
Na classificação dos perigos das substâncias é usado o Sistema Global Harmonizado de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos (GHS). A regulamentação GHS classifica as substâncias e misturas de acordo com os seus perigos intrínsecos, de três tipos: perigos físicos, para a saúde e para o ambiente. Para cada um destes tipos de perigos são estabelecidas classes que definem a natureza do perigo. Cada classe é dividida em diversas categorias de perigo de acordo com a severidade. Um PowerPoint de introdução ao sistema GHS pode ser obtido aqui. Pode também ser obtido  um Excel aqui com todas as advertências de perigo e respectivas classes e categorias de perigo, pictogramas de perigo, palavras sinal, pictogramas de transporte e uma lista de recomendações de prudência. Um PowerPoint de introdução às fichas de dados de segurança (SDS) pode ser obtido aqui.
 

A cada substância é atribuída uma pontuação de 0 (benignidade máxima) a 2, de acordo com os perigos físicos (S), para a saúde humana (H) e para o ambiente (E), que podem envolver, seguindo critérios que foram definidos tendo em vista o objectivo e a exequabilidade de utilização, e que são apresentados na Tabela 1. Os resultados apresentam-se num gráfico radial e/ou num gráfico de colunas construído numa folha de Excel, triângulo SHE (TSHE) e espetro de perigos potenciais (EPP) , respetivamente. 

A ferramenta SHE pode ser aplicada a substâncias individuais ou a conjuntos de substâncias usadas numa experiências, envolvendo uma reação qímica (por exemplo, uma experiência de síntese) ou não. Na figura 1 apresenta-se um exemplo referente à análise SHE de uma substância, permanganato de potássio. Na figura 2 apresenta-se um exemplo referente à ánálise SHE de uma reação química, síntese do ácido acetilsalicílico.

   

  Figura 1. TSHE e EPP  referentes ao permanganato de potássio

                                                                                 

         

 

 

 

 

 Figura 2. TSHE e EPP  referentes à síntese do ácido acetilsalícilico, reação química: